Novidades e Tendências

NOTÍCIAS

26/jul/2021

O uso do gelo para diminuir o inchaço e a dor quando o tecido é danificado devido a trauma, a crioterapia é uma técnica que está sendo utilizada na medicina esportiva para cuidados agudos e pós-operatórios.

Sua indicação na fase inicial do tratamento anti-inflamatório é restrita principalmente ao controle da dor e do edema, além de causar uma diminuição do consumo de oxigênio consequente à lentificação do metabolismo, fenômenos que ocorrem devido à diminuição do potencial de ação, ou seja, menor transmissão de impulsos nervosos.

A crioterapia é apenas uma forma mais leve, sem medicamentos, de controlar a dor da inflamação e prevenir que o processo inflamatório chegue de forma exagerada. Mas é preciso ter cuidado, pois o abuso no uso pode ser prejudicial na recuperação de lesões e para a adaptação esperada com o treinamento esportivo.

As formas de aplicação são diversas, utilizando bolsas com gelo ou gel congelado, imersão em água gelada, massagem com gelo, além de sprays com efeito congelante. Todas elas devendo ser utilizadas em ciclos de 15 a 20 minutos a cada hora, orientadas pelo fisioterapeuta.

Existem algumas precauções para o uso, como evitar regiões com grandes nervos superficiais (por exemplo, no lado externo do joelho junto à cabeça do osso da fíbula), regiões sensíveis como extremidades de mãos e pés, e nunca dormir com uma bolsa de gelo junto a qualquer parte do corpo.

Desde que seja bem executada e devidamente orientada, o uso de gelo na fisioterapia é uma ótima alternativa para diminuição da dor.

Não deixe de buscar orientação profissional e em caso de dúvidas, entre em contato com o Instituto Osmar de Oliveira e agende uma consulta.


19/jul/2021

A reeducação postural global (RPG) é um dos métodos da fisioterapia que utiliza a técnica de ajustamentos posturais para reorganização dos segmentos corporais, proporcionando equilíbrio entre as forças musculares e sua resistência, ajustando a postura e a capacidade de movimentação das articulações através de alongamento, tração e respiração.

O método fisioterapêutico do RPG auxilia no tratamento de patologias ortopédicas, neurológicas, reumatológicas, somáticos entre outros. Os principais benefícios que o RPG traz aos pacientes são:

  • Combater a dor nas costas;
  • Eliminar a dor braquial e ciática;
  • Melhor ajuste possível das deformidades da coluna vertebral;
  • Amenizar o processo degenerativo articular precoce;
  • Liberação de toxinas;
  • Fortalecimento do sistema imunológico;

Para isso, o fisioterapeuta especializado na técnica realiza a análise de toda a condição do paciente, com a história do paciente (anamnese) e avaliação postural, para iniciar o tratamento adequado. Isso tudo é feito em conjunto aos exames médicos solicitados pelo médico ortopedista.

As sessões de RPG são realizadas individualmente, uma vez na semana e duram geralmente uma hora. Não tem restrições para idade e a duração varia de acordo com cada caso, já que não é indicado apenas para quem sente dor, mas é também para quem deseja ter uma boa postura, harmonia corporal, equilíbrio e flexibilidade.

Além dos exercícios, alguns equipamentos são utilizados como recurso provocando estímulos musculares para que o paciente mantenha a postura sem perder a força.

Se você tem sentido dores, percebido os seus ombros, pelve, joelhos e tornozelos desalinhados, possui problemas como a hérnia de disco ou outros questionamentos, entre em contato com o Instituto Osmar de Oliveira e agende uma consulta!


05/jul/2021

Não é difícil ouvir alguém dizer “Estou com uma dor no ciático hoje!” 😩  Mas apesar de levar a culpa por qualquer incômodo nas costas, esse nervo nem sempre é o vilão.

A dor é causada por compressão, inflamação ou irritação em alguma das cinco raízes nervosas que saem da região lombar e formam o nervo ciático. Confira algumas dicas para quando as dores aparecerem:

1️⃣  Aplique uma compressa na região: Coloque uma bolsa de água quente na final da coluna ou no local do dor.

2️⃣  Evite dormir de bruços: Essa é a posição menos indicada. O recomendado é dormir de lado, com um travesseiro entre os joelhos, deixando o lado dolorido para cima.

3️⃣  Faça uma curta caminhada a cada hora: Tente levantar, movimentar o tronco em diferentes direções a cada 1 ou 2 horas e caminhar um pouco.

4️⃣  Uso de analgésicos e anti-inflamatórios: O nervo ciático inflamado pode ser tratado através de medicações analgésicas e anti-inflamatórias, desde que prescritas pelo médico.

5️⃣  Procure orientação profissional: A dor na região posterior da coxa pode ser indicativo de compressão do nervo ciático, quadro bastante comum.

Um programa adequado de mobilização articular, alongamentos e fortalecimento muscular contribui para que novos episódios de inflamação do nervo ciático sejam evitados. Entre em contato conosco! 😉


23/jun/2021

A fisioterapia é uma parte importante para a recuperação após fraturas, já que o membro normalmente é “paralisado” e perde não apenas o movimento, mas também, densidade óssea e massa muscular, sem falar nas articulações.

Normalmente a rotina de exercícios contribui com a melhora da amplitude de movimento, aumentando a força muscular e quando há cicatrizes, a fisioterapia ajuda na liberação delas através da melhora da mobilidade tecidual.

Ela atua no controle do edema e das dores, com manobras de drenagem linfática e equipamentos de analgesia, proporcionando melhorias na circulação do sangue na região operada. Isso facilita a cicatrização e preserva os movimentos, dando maior conforto ao paciente.

É muito importante o acompanhamento profissional especializado independente da fratura, para o retorno mais rápido da rotina básica do dia a dia. Para isso, o Instituto Osmar de Oliveira possui toda a estrutura necessária para te ajudar a se recuperar da melhor maneira possível. Entre em contato conosco!


23/maio/2021

Você sabe o que é Ergonomia? Trata-se de uma ciência que busca entender e melhorar a relação do ser humano com suas condições de trabalho, estabelecendo regras e normas para promover melhorias no dia a dia do trabalhador.

A Ergonomia possui 3 vertentes muito importantes, sendo elas a física, a organizacional e a cognitiva. Hoje iremos abordar a física. 

Algumas atividades que muitas vezes parecem simples, podem oferecer riscos à saúde do colaborador:

1 – Rotinas de Trabalho: Ficar sentado horas em frente ao computador, pode gerar dores nas costas, problemas de visão dentre outros.

2 – Trabalhos exaustivos e repetitivos: Geralmente acabam evoluindo lesões causadas por esforço repetitivo, chamada de LER.

3 – Equipamentos relacionados a Segurança do Trabalho: Em diversos casos de trabalhos manuais, a falta dos equipamentos de segurança corretos, expõe o colaborador ao perigo desnecessário que podem provocar acidentes de trabalho. 

E quais são os benefícios da Ergonomia no ambiente de trabalho? Os benefícios são mútuos tanto ao colaborador quanto à empresa, pois a melhora na qualidade de vida daquele colaborador aumenta a produtividade e ajuda o clima organizacional da empresa. 

Fique atento a sua postura e dedique alguns minutos do seu dia para alongamentos, isso irá lhe ajudar muito na prevenção de dores localizadas.

Ficou com dúvidas? Envie um direct, será um prazer falar com você!


23/maio/2021

A maior parte da população acredita que só deve procurar um Fisioterapeuta em casos de lesões, contusões e acidentes, mas você sabia que um Fisioterapeuta pode ajudar você em diversos outros casos?

A Fisioterapia é uma das áreas mais versáteis da Saúde, sempre com o objetivo de ajudar o paciente a retomar sua rotina, seja no esporte ou na vida. 

Dentre os diversos benefícios da Fisioterapia temos alívio de dores musculares, melhora da postura, tratamento da insônia, movimentos na terceira idade, acompanhamento de gestantes para trabalho de parto dentre outros. 

Chegamos a pergunta que não quer calar… Qual o momento correto para procurar um Fisioterapeuta?

Em caso de lesões ou fraturas, o médico responsável fará o encaminhamento para o Fisioterapeuta logo após o período correto de repouso. Nos casos citados acima é possível procurar um especialista se existem esses problemas e sobretudo a prevenção dos mesmos.

Lembre-se de verificar as referências destes profissionais, bem como o registro deles no CREFITO (Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional). 

O Instituto Osmar de Oliveira possui um amplo corpo clínico e estrutura física que possibilita o tratamento ideal para você seguindo todas as medidas de segurança e prevenção ao COVID-19.

Em caso de dúvidas, entre em contato conosco para que possamos esclarecer e te ajudar!


18/mar/2021

Também conhecida como teste da pisada, a baropodometria é um recurso que permite uma análise de possíveis problemas nos pés, tornozelos e joelhos e com isso poder orientar uma forma de evitar lesões nessas articulações, bem como nos quadris.

Os nossos pés representam a principal fonte de sustentação do nosso corpo, pois são eles que recebem a maior carga ao tocar o chão ao longo do dia.

Dores nas pernas, joelhos e até mesmo na coluna poderiam ser evitadas ou solucionadas se o paciente distribuísse de forma correta o peso e impacto do corpo enquanto caminha ou corre.

A baropodometria  é orientada para aqueles que possuem algum sintoma, mas também pode ser feito por pessoas que querem saber mais sobre seu pé e sua pisada e identificar fatores de risco para lesões.

É realizado através de duas etapas:

Análise estática – o paciente parado em cima de uma plataforma durante um curto período pré-estabelecido.

Ocorre a avaliação e análise do tipo de pés (plano, cavo, normal), centro de gravidade e picos de maior pressão plantar.

Com base nessas análises, pode se evidenciar alterações estruturais e posturais e se o indivíduo possui um bom controle postural.

Análise dinâmica – o paciente vai caminhar sobre a plataforma sob o comando do fisioterapeuta. A partir daí, será possível determinar qual o seu tipo de pisada  (pronada, supinada, normal), qua o centro de gravidade e quais alterações biomecânicas  nas ações musculares durante a marcha.

Desta forma, o resultado da baropodometria auxilia o médico a determinar se o paciente é portador de algum problema e de orientá-lo no uso correto e apropriado de tênis, palmilhas e outras órteses, além de auxiliá-lo em uma possível programação cirúrgica.


04/mar/2021

As bandagens elásticas foram desenvolvidas na década de 70, na Ásia, mais especificamente no Japão pelo quiropraxista Kenzo Kaze , que idealizou que por meio de pressão e força sobre músculos e articulações ocorreria apoio e estabilidade.

A bandagem elástica é um recurso terapêutico para quem pratica atividades físicas, mas também em patologias neurológicas e ortopédicas. O seu objetivo é buscar  reeducação postural,  reduzir o quadro inflamatório com a melhora da circulação sanguínea e consequentemente diminuir a dor,  a propriocepção e desta forma promover a reabilitação física, bem como atuar na prevenção de lesões musculares e articulares

Existem 2 tipos de bandagens elásticas:

  • Rígidas cujo objetivo é estabilizar a articulação, limitando movimentos
  • Funcionais já permitem livremente os movimentos

A aplicação de bandagens deve ser feita por profissional qualificado, que normalmente é  um fisioterapeuta com formação especializada.

Há que se ter cautela na sua aplicação em gestantes.

As contra-indicações de seu uso são voltadas para:

  • Quadros alérgicos, uma vez que o material da bandagem é sintético à base de elastano
  • Em feridas abertas ou cancerígenas ou que denotam infeção
  • Fraturas e rupturas completas de tendão
  • Diabéticos
  • Doentes renais
  • Portadores de trombose

 

 


12/nov/2020

Existem inúmeros ligamentos e tendões em todo o corpo. Os ligamentos e os tendões são feitos de tecido conjuntivo que diferem em sua função e podem ser rompidos ou sobrecarregados.

Os ligamentos ligam um osso ao outro; tendões ligam um músculo a um osso. Ambos, no entanto, são essenciais para a mecânica corporal adequada. Reconhecer os problemas nos ligamentos e tendões antes que se tornem lesões graves é a chave para desfrutar de uma vida ativa e sem dor. 

Como funcionam os ligamentos e tendões?

Os ligamentos são  como cordas, com uma série de cordões entrelaçados e duros que ligam os ossos. Os ligamentos também têm algumas fibras elásticas que permitem que a articulação se mova, mas não tanto que ela ultrapasse sua capacidade.

A articulação do joelho, por exemplo, possui quatro ligamentos principais, um de cada lado do joelho (ligamentos colaterais)e dois que correm na diagonal pela frente e por trás da patela (ligamentos cruzados). Esses ligamentos ajudam a estabilizar o joelho e impedem que ele se mova muito para a esquerda ou direita, para frente ou para trás.

Os tendões também são cordões resistentes, mas têm um pouco mais de elasticidade do que ligamentos. Quando um músculo se contrai, o tendão anexado puxa o osso para o movimento.

Prevenção nunca é demais…

Você pode até não ser atleta, mesmo assim, todo cuidado é pouco: antes, durante e depois da prática de atividades físicas, pois  a falta de orientação aumenta as possibilidades de realizar movimentos incorretos ou posturas inadequadas.

Às vezes, até um simples alongamento fora de hora, como o feito após os exercícios, pode prejudicar a performance, podendo causar uma lesão. Passar longe das temidas lesões requer cuidados especiais e o acompanhamento de um especialista. Entre em contato e agende uma consulta aqui no Instituto Osmar de Oliveira!


03/nov/2020

Dores nos joelhos são comuns no dia a dia. Quem faz muitas atividades físicas pode sentir dores nos joelhos que algumas vezes surge depois de muitos exercícios sem preparo algum, outras vezes como  resultado de uma queda ou trauma e também pode ser um indicativo de lesões ou problemas mais graves nesta articulação.

É preciso entender que essa é uma articulação bastante instável, que está sujeita a lesões e patologias com frequência pelo grande número de vezes em que o joelho é acionado.

O que muitos não sabem é que boa parte desses problemas poderiam ser evitados com um bom trabalho preventivo que envolve o fortalecimento do joelho.

A articulação do joelho está nos membros inferiores e possibilita os movimentos de deslocamentos e transferência de forças entre membros inferiores e quadril. Todo o peso do corpo passa por ele em vários eventos como caminhadas, marchas, saltos e corridas.

Quando os joelhos não estão bem estabilizados, as forças transferidas afetam diretamente as estruturas estabilizadoras com pressão excessiva nos ligamentos, meniscos, tendões e patela.

As principais patologias e lesões do joelho que estão relacionadas com este excesso de pressão são as dores femoropatelares, tendinite do joelho e lesão do menisco.

O mais indicado para prevenção é o fortalecimento de joelho de modo funcional e para tanto precisamos começar pela avaliação onde vão ser analisados desequilíbrios musculares, ativações musculares erradas, músculos tensionados ou encurtados,…

O fortalecimento dos joelhos é imprescindível para trabalhar o corpo de maneira global e naturalmente com um profissional habilitado.

O Instituto Osmar de Oliveira é especializado em recuperação de atletas amadores e profissionais, além de ser referência em fisioterapia em São Paulo. Entre em contato, agende uma consulta e deixe-nos te ajudar!

 


instituto
O Instituto Osmar de Oliveira construiu ao longo destes últimos 40 anos uma trajetória de sucesso e profissionalismo, tornando-se referência em São Paulo na área da Ortopedia, Medicina Esportiva e Reabilitação.

R. Dona Germaine Burchard, 332 - Perdizes - São Paulo - SP - CEP 05002-061