Coluna travada? Saiba o que pode ser

26 de julho de 2018 por Osmar0
coluna-travada.jpg

Por que a coluna vertebral trava?
Sentir dor nas costas é algo normal de acontecer. Mas a coluna travar é algo mais sério e a grande questão é saber o que levou a isso. A dor pode ser por causa de alterações nos músculos ou por causa de uma mecânica postural degenerativa. Mas uma crise com uma intensa dor que leve a coluna a travar pode ter se originado de um pinçamento do nervo.

Esse pinçamento é a forma de defesa que o nosso corpo encontra, imobilizando de forma parcial ou total a área que sofreu algum dano e também de avisar que aconteceu algo prejudicial nessa região. Essa é uma crise que pode se alastrar para os membros superiores e os membros inferiores.

Agravamento
Flexionar a coluna para frente tentando pegar algo bem pesado, pode ser um esforço muito grande, o qual poderá gerar uma dor lombar intensa e consequentemente um travamento. Posturas viciosas ou inadequadas também podem levar a esse problema.

Prevenção
Prevenir um travamento na coluna não é complicado, mas é necessário esforço mantendo a coluna firme em uma boa postura para proporcionar estabilidade.
Existem alguns fatores que devem ser observados com atenção por trazer mais probabilidade do travamento acontecer: pessoas que já fizeram uma cirurgia oncológica, ter obtido um diagnóstico feito previamente de um câncer, perda de peso sem algum motivo, a dor contínua que vai piorando mesmo após medicação, dor na coluna decorrente após um caso infeccioso, dor forte na coluna em pessoas com mais de 55 anos, dor forte na coluna durante a noite, alterações nas sensibilidade dos braços e pernas.

Tratamento
A fisioterapia é imprescindível, daí a necessidade de ser orientado por um profissional capaz.
Fortalecer a musculatura paravertebral ajuda a manter a colun em condições adequadas para suas diferentes funções.
A prescrição de medicamentos a ser feita pelo médico varia de caso para caso, uma vez que tem de ser considerados alguns aspectos, tais como: idade, característica do quadro (agudo ou crônico), presença de doenças crônicas como por exemplo diabetes, osteoporose, etc….

Para o tratamento você terá que fazer algumas sessões de fisioterapia. Fortaleça seus músculos, principalmente, os paravertebrais que estão ligados aos nossos músculos do abdômen e aos músculos dos glúteos. Isso ajuda a auxiliar a coluna vertebral a manter sua rigidez. É importante fazer os exercícios físicos específicos para essa área do corpo, mas com a orientação de um profissional.

Pode-se colocar na área inflamada compressas de gelo, compressas quentes, sessões de massagem, exercícios de alongamento, mover a coluna de vez em quando, mudar de posição de forma frequente.

É bom também evitar movimentos que podem desencadear esse problema e, independente, de quanto tempo dure a dor ou a força dela, procure um médico que for especialista na área para dar um diagnóstico e indicar como evitar que o episódio se repita.

Quando a dor intensa atinge a coluna e o travamento se torna completo deve-se tomar analgésicos opióides mais fortes que foram prescritos por um médico dependendo da intensidade do quadro.

É importante ressaltar que, idosos, crianças e adolescentes precisam de atenção especial, pois a dor na coluna pode resultar em lesões secundárias, como fraturas causadas pela osteoporose ou alguma doença ainda não diagnosticada.


Faça seu Comentário

Seu e-mail não está cadastrado. Preencha os campos com *, eles são Obrigatórios!


logo (1)

O Instituto Osmar de Oliveira construiu ao longo destes últimos 37 anos uma trajetória de sucesso e profissionalismo, tornando-se referência em São Paulo na área da Ortopedia, Medicina Esportiva e Reabilitação.

R. Dona Germaine Burchard, 332 - Perdizes - São Paulo - SP - CEP 05002-061

Últimos artigos publicados