Novidades e Tendências

NOTÍCIAS

09/dez/2020

O alongamento é um dos principais exercícios feitos em academia. Ele é muito importante, pois fortalece os músculos e previne lesões. Mas você sabe qual o melhor momento para se alongar? Antes ou depois do treino?

Esse tipo de exercício traz um aumento na flexibilidade, o que faz uma diferença positiva em treinos de alta intensidade, além de auxiliar os atletas que têm restrições de mobilidade. Só não devem ser feitos logo antes dos treinos.

Cuidado, pois pode prejudicar…

Nos casos da prática de esportes de alto impacto, o alongamento rápido e de curtíssima duração, chamado de pré-participação pode gerar até uma distensão muscular, já que o músculo não está aquecido. O recomendado é sempre executar uma sessão de aquecimento muscular antes de alongar

Quando praticado com frequência e sem ser acompanhado de alguma atividade física, também é sempre indicado, pois alonga a musculatura, amplia as articulações e sobretudo prepara o corpo para as outras atividades físicas.

Alongamento ao final é essencial para que as fibras musculares não percam a elasticidade, ajudando a reduzir aquela dor pós-corrida. Os músculos que não podem ser esquecidos nessa fase são os da lombar, das partes anterior e posterior das coxas, os adutores, os glúteos e a panturrilha.

No caso de a musculatura não ser alongada após a atividade, ela permanecerá encurtada e começará a próxima corrida com a mesma extensão que terminou a corrida anterior. Com esta constante prática, podem ocorrer lesões musculares que, dependendo do caso e aliadas à falta de fortalecimento, podem afastar o corredor das pistas por períodos determinados ou indeterminados.

Mas é preciso cuidados com a maneira como proceder. Depois de feito um exercício que cause uma intensa fadiga, o indicado é aguardar um pouco para, então, fazer o alongamento. Em atividades extenuantes como maratonas, por exemplo, uma massagem muscular antes dessa etapa pode ser indicada.

Em caso de dúvidas ou se está em busca de orientação para a prática de esportes, entre em contato com o Instituto Osmar de Oliveira e agende uma consulta!


26/ago/2020

O futebol é o esporte mais amado e praticado do Brasil e sua prática se constitui em uma atividade física muito boa para a saúde e qualidade de vida, mas pode apresentar alguns riscos. Principalmente o futebol amador.

As lesões no futebol não são exclusividade dos jogadores profissionais e estão relacionadas a uma série de fatores como falta de estrutura, além de preparação e condicionamento físico inadequados.

Fique atento durante a prática!

Por se tratar de um esporte de contato, corrida e muito esforço físico, logo, as lesões são inevitáveis e a maioria delas ocorre devido à fadiga muscular causada pela sobrecarga e pouco preparo físico do jogador, daí a importância de sempre se fazer alongamento e aquecimento prévios , pois além de atuar na musculatura vai contribuir para evitar lesões.

As lesões podem ser não-traumáticas ou traumáticas.

As lesões não-traumáticas (ocorrem sozinhas, ou seja sem interferência de algo ou alguém) e são mais comuns entre os goleiros e são caracterizadas pelas tendinites, bursites, lombalgias e traumas na coluna por excesso de esforço e impacto.

Na coxa pode haver estiramento muscular e diversos graus de lesões até a lesão total de algum músculo. Canelites também são frequentes devido à corrida ou sobrecarga física, e, nos pés podem ocorrer lesões por excesso e repetição de movimento como fascites e tendinites.

E as lesões traumáticas?

Lesões traumáticas infelizmente são mais frequentes no esporte amador, devido ao baixo preparo físico e rotina pesada de jogos, e na maioria das vezes sem dedicação à recuperação do atleta.

Os traumas mais comuns durante a prática do futebol amador são nos membros inferiores com lesões de todos os tipos como pisões, joelhadas ou chutes, causando assim contusões,  tendinites, entorses, luxações e traumas outros como fraturas graves e lesões diversas de coluna.

Os ortopedistas são os médicos mais indicados para tratar qualquer patologia voltada para a traumatologia e os médicos do esporte com especialização também em traumatologia pode ser um diferencial no acompanhamento e  orientação da sua atividade esportiva, no caso aqui, o futebol.

Precisa de orientação médica? Entre em contato e agende uma consulta!


instituto
O Instituto Osmar de Oliveira construiu ao longo destes últimos 40 anos uma trajetória de sucesso e profissionalismo, tornando-se referência em São Paulo na área da Ortopedia, Medicina Esportiva e Reabilitação.

R. Dona Germaine Burchard, 332 - Perdizes - São Paulo - SP - CEP 05002-061