Novidades e Tendências

NOTÍCIAS

27/set/2021

O ciclismo é um esporte com o número de adeptos cada vez maior. Para a sorte desses atletas, por conta do exercício e suas variações, é considerada uma das atividades com o menor índice de lesões.

Entretanto, existem algumas contusões que são típicas dos praticantes desta modalidade que vale maior atenção e cuidado:

Dores na lombar – As longas horas de prática enquanto fica curvado sobre o guidão pode aplicar um grande estresse nos ligamentos e discos intervertebrais presentes na coluna vertebral provocando fortes dores na região lombar, que em determinados casos pode causar problemas sérios como a hérnia de disco.

Dores nos joelhos – Essa dor decorre de um problema de ciclagem, onde a dor na parte da frente geralmente vem de um banco muito baixo e, portanto, com pressão excessiva na cartilagem, lesando o osso subcondral da patela e fêmur. A dor atrás, ocorre normalmente quando o banco é muito alto, esticando e sobrecarregando os músculos posteriores da coxa, os isquiotibiais.

Dores nos punhos e mãos – Quando um excesso de peso é apoiado sobre o guidão, o ciclista pode desenvolver dor no punho. Isso acontece, por exemplo, quando se tem uma bicicleta muito grande em relação ao tamanho do ciclista.

Dores na virilha – A posição do ciclista no selim e na bicicleta como um todo exerce bastante influência sobre estas dores. Além do desconforto em si, isso leva a uma perda de rendimento (no caso de ciclistas competitivos) e pode levar a lesões secundárias em outras áreas do corpo.

É sempre de extrema importância ter um bom equipamento e realizar os ajustes corretos da bicicleta “BIKE FIT”, além da realização de trabalho de fisioterapia preventiva e preparação física para iniciar na atividade esportiva do ciclismo.

Caso você senta dores constantes ou perceber que estão se agravando, é preciso procurar orientação profissional. Entre em contato com o Instituto Osmar de Oliveira!


11/ago/2020

Confira duas dicas de grande valia para continuar usando a esteira sem prejuízos a sua saúde.

O uso da esteira requer pouca preparação física e mantém os benefícios da corrida, além de ser uma opção para aqueles que preferem se exercitar em locais fechados.

A corrida na esteira tem vantagens…

A esteira é um dos aparelhos para exercícios aeróbicos mais utilizados no Brasil.

A corrida na esteira é uma das atividades preferidas e mais indicadas para quem quer perder peso e melhorar o condicionamento físico, e aqui vão outras vantagens:

  • Correr dentro de casa ou academia reduz a sua exposição à acidentes como pisar em um buraco ou até mesmo acidentes de trânsito
  • Na esteira é possível regular uma velocidade constante de corrida potencializando e acelerando os resultados
  • Geralmente as esteiras têm marcador de frequência cardíaca, o que torna possível o seu próprio monitoramento,  além de poder auxiliar nas medidas de emergência quando da  ocorrência de uma taquicardia patológica.

Apesar dos muitos benefícios à saúde e à qualidade de vida, o uso irregular ou exagerado da esteira podem causar graves lesões.

Como evitar?

Confira agora duas dicas para utilizar a esteira de forma saudável. Considere inserir em sua rotina de treinamento para se exercitar da forma correta.

  • Não corra com as pontas dos pés

Muitas pessoas têm este péssimo hábito que deposita todo o peso do corpo numa área do pé que não tem suporte para isso. O ideal é que o calcanhar seja a primeira parte do pé a tocar a esteira, melhorando o desempenho e diminuindo o impacto com o chão.

  • Respeite o limite do seu corpo

A repetição exagerada do movimento pode resultar em sérias lesões. Não ultrapasse os seus limites, respeite o seu corpo para aproveitar da melhor forma os benefícios que a atividade pode oferecer para a sua saúde.

Agende a sua consulta no Instituto Osmar de Oliveira. Clique AQUI!


instituto
O Instituto Osmar de Oliveira construiu ao longo destes últimos 40 anos uma trajetória de sucesso e profissionalismo, tornando-se referência em São Paulo na área da Ortopedia, Medicina Esportiva e Reabilitação.

R. Dona Germaine Burchard, 332 - Perdizes - São Paulo - SP - CEP 05002-061

Últimos artigos publicados